Aves Insectos Roedores Répteis Peixes Links
 

Peixes...

Os peixes são animais vertebrados, aquáticos poiquilotérmicos, que possuem o corpo fusiforme, os membros transformados em nadadeiras sustentadas por raios ósseos ou cartilaginosos, as guelras ou brânquias com que respiram o oxigénio dissolvido na água (embora os dipnóicos usem pulmões) e, na sua maior parte, o corpo coberto de escamas.

Peixes de AquárioVários Peixes coloridos

O aquário como entretenimento moderno, no que respeita à Europa, data de 1890. Após a Primeira Grande Guerra, esse interesse cresceu rapidamente e atinge agora grandes círculos de dispersão.

O aquário de água salgada é muito interessante, mas apresenta dificuldades; e os aquários de água doce, fria, apenas servem para um pequeno número de espécies, tais como esgana-gatas (Gasterosteus), carpas (Cyprinus), gambúsias, peixes encarnados (Carassius) e o peixe-gato (Amiurus nebulosus). Os aquários mais comuns são, portanto, os de água doce quente, e os peixes devem então, de preferência, ser importados de lugares onde o clima se aproxima ao das nossas casas aquecidas, ou seja dos trópicos.

Os peixes para aquário de água quente vêm de diversas partes do Mundo. A sua maioria é originária do Leste da Ásia e do Sul da América. Diga-se de passagem que na Guiné Portuguesa se podem colher muitas das mais lindas espécies apreciadas para este género de aquários. No entanto, nem todas as espécies são obtidas nos países de origem, pois muitas são produzidas em grandes estações de reprodução de outros países (nomeadamente na Alemanha e na Holanda). Novas culturas são constantemente introduzidas e experimentadas. Algumas delas estabilizam-se, outras não se mantêm, e assim os stocks ou reservas das culturas são constantemente renovados.

Principais Características

  • Possuem Escamas ou placas;

  • Os Peixes apresentam as seguintes barbatanas: Barbatana Dorsal, Anal, Caudal, Ventrais e Peitoriais.

  • A bexiga natatória é um órgão que auxilia o peixe a manter-se a determinada profundidade através do controlo da sua densidade relativamente à da água;

  • A maioria dos peixes são dióicos, ovíparos, a fertilização dos óvulos é externa e não existem cuidados parentais; 

  • Os peixes não dormem. Eles apenas alternam estados de vigília e repouso.

Alguns Peixes de Aquário...Peixe em tons amarelos e azuis

Peixe-cego-mexicano, Anoptichtys jordani, completamente cego. No seu país de origem, o México, vive em grutas subterrâneas e, portanto, não tem necessidade de ver; todavia em aquário consegue subsistir, em conjunto com outras espécies, quando em competição pelo alimento.

Alheta-vermelha, Aphyocharax rubropinnis, da América do Sul, é um lindo e activo peixe de cardume, sempre em movimento. Tem necessidade de temperaturas elevadas, sem o que as suas barbatanas vermelhas empalidecem.

Farolim, Hemigrammus ocellifer, da América do Sul, é um dos peixes mais belos e mais fáceis de manter. Os pontos luminosos nos olhos e o vermelho da cauda são verdadeiramente resplandecentes.

Fogo, Hyphessobrycon flammeus, originário do distrito do Rio de Janeiro, é um peixe de aparência modesta, mas belo e muito apreciado.

Rosa, Hyphessobrycon callistus rosaceus, da América do Sul, é um representante elegante e majestoso da grande família Characinidae, a que pertencem os mais populares e resistentes peixes de aquário.

Saia-preta, Gymnocorymbus ternetzi, da América do Sul, mantém-se muito facilmente. Para que apresente bem negra a cor da região posterior do seu corpo, deve conservar-se a água a uma temperatura elevada.

Papa-mosquitos, Lebistes reticulatus, é o peixe dos principiantes. É um peixe viviparo, fazendo-se o desenvolvimento dos ovos no interior da mãe. Em virtude da sua resistência e facilidade de reprodução, é utilizado como devorador de mosquitos nas regiões da Malária.

Néon, Hyphessobricon innesi, brilha como um tubo de néon na cor de vermelhão e azul-turquesa. É originário das nascentes do Amazonas, no Peru.

Peixe azulãoEspadachim, Xiphophorus helleri, do México, é um peixe vivíparo. Apresenta-se com grande variedade de cores: verde, vermelho, amarelo, preto e variegado.

Barbo-de-lira, Aphyosemion australe, da África ocidental. É um dos peixes ovíparos da família Cyprino-dontidae. Não se mantém facilmente, pois carece de alimento vivo, água velha e temperatura elevada.

Meia-Iua-indiano, Xiphophorus variatus, do México, aparece, à semelhança de outros peixes vivíparos, em grande variedade de cores. A estampa mostra um que é preto e amarelo. Difícil e combativo.

Gato-de-bronze, Corydoras aeneus, da América do Sul, não é talvez muito bonito, mas apreciavelmente vivo e interessante. Mantém-se à custa do que os outros peixes deixam.

Zebra, Brachydanio rerio, originário de Bengala, mantém-se de preferência em cardumes e está sempre em movimento.

Barbo-dourado, Barbus schuberti, é um produto de criação em aquário e a sua origem é discutível. Resistente e fácil de manter.

Nuvem-branca, Tanichthys albonubes, vem de um rio do sopé da Montanha da Nuvem Branca, na China. Bom peixe de aquário, capaz de viver a baixas temperaturas.

Leopardo, Acanthophthalmus kuhlii, da Ásia oriental, não se mostra antes do escurecer, altura em que sai do esconderijo para se alimentar. Tem longa vida, mas é sensível às mudanças de água.

 

Links:
Imagens Peixes - Peixeirada Blog Animais - Classificados Animais - Fixeland.com